População Utente

Nos últimos anos, a maior parte das utentes do Lar Jorbalán têm sido jovens (com idades médias compreendidas entre os 20 e os 25 anos) e imigrantes (maioritariamente oriundas de África).

Estas mulheres, na altura do pedido de acolhimento, encontram-se numa situação de vulnerabilidade económica, social e/ou psicológica. A maioria apresenta fracos recursos económicos, baixa escolaridade, rede social de suporte enfraquecida ou inexistente. As problemáticas principais associadas a estes factos são: exploração humana, ruptura familiar, isolamento social, situações de abandono ou violência intra-familiar, desemprego, trabalho precário, monoparentalidade, pobreza extrema, exclusão social, baixa auto-estima, depressão e ansiedade.